Ylang-ylang: dicas práticas

O óleo essencial de Ylang-ylang é de aroma intenso, cuidado ao usá-lo nas sinergias, seu aroma marcante e doce poderá dominá-las.

Sou muito cautelosa com o aroma do Ylang-ylang, gosto dele como um toque sutil no aroma final da sinergia. Se a minha sinergia precisa do total de 12 gotas de óleo essencial, uso 1 gota (no máximo 2) deste óleo essencial.

Combina bem com os óleos essenciais cítricos (Laranja, Limão, Tangerina, Grapefruit, Bergamota, Petitgrain, Néroli…. hum… chiquérrimo), com os florais (minha preferência é com a Lavanda ou Pau Rosa, mas combina bem com Rosa, Jasmim, Palmarosa ) e com os amadeirados (um luxo com Patchouli, Vetiver ou Sândalo) e com todas as especiarias (Gengibre, Noz Moscada, Pimenta Preta).

Xampu – Controle da oleosidade do cabelo

  • 100 ml de base neutra de xampu
  • 12 gotas de óleo essencial de bergamota
  • 15 gotas de óleo essencial de lavanda (se gostar de aroma doce, não coloque o óleo essencial de lavanda e some às gotas do óleo essencial de ylang-ylang colocando então 20 gotas)
  • 5 gotas de óleo essencial de ylang-ylang
  • 8 gotas de óleo essencial de junípero

Misture os óleos essenciais, aos poucos, à base misturando vagarosamente. Colocar em frasco âmbar de vidro. Etiquetar.

Óleo pós-banho – Feminino (autoestima)

  • 100 ml de óleo vegetal de semente de uva
  • 20 ml de hidrolato de lavanda
  • 14 gotas de óleo essencial de tangerina
  • 22 gotas de óleo essencial de lavanda ou pau-rosa
  • 6 gotas de óleo essencial de ylang-ylang
  • 6 gotas de óleo essencial de patchouly

Colocar o óleo de semente de usa, o hidrolato e os óleos essenciais em um frasco de vidro âmbar. Etiquetar e guardar ao abrigo da luz.

Foto: Gabriella Fabbri/sxc.hu

Ylang-ylang

O nome Ylang-ylang significa “flor das flores”. Seu óleo essencial é extraído das flores frescas, através da destilação a vapor, da planta de nome científico Cananga odorata, que pertence a família botânica Annonaceae.

Originário das Filipinas, os maiores produtos do óleo essensão são: Madagascar, Ilha Reunião, Haiti, Java, Sumatra, Índia, Malásia, Taiti.

Sua nota aromática é média, apresenta aroma doce, intenso, floral, possue textura líquida a cor é amarelo claro.

Os principais componentes químicos são linalol, geraniol, eugenol, ácido benzóico, safrol, terpenos, pineno, benzoato de benzilo, etc, proporcionando ao óleo essencial propriedades terapêuticas, como: antidepressivo, afrodisíaco, hipotensivo, sedativo, relaxante, antiséptico, tônico, eufórico, antiinfeccioso, antiespasmódico, euforizante, tônico uterino.

No físico atua contra o cansaço, TPM, tônico uterino, pele oleosa, acne, insônia, hipertensão, diabete. Estimula o crescimento do cabelo, combate a queda e a oleosidade.

Em relação ao mental e aos aspectos emocionais auxilia no tratamento da depressão (incluindo depressão pós-parto), estresse, ansiedade, frigidez e impotência (originada por tensão), tensão, raiva, medo, melhora a auto-estima, acalma a mente ao mesmo tempo que acalma o sistema nervoso central (palpitação, hipertensão), contribui para a integração entre a sensação corpórea, a mente e os sentimentos.

Precauções: deve ser usado com cautela por quem sofre de hipotensão.

Curiosidade: A árvore alcança 20 metros de altura, as flores são colhidas ao nascer do sol, entre maio e junho. São cinco graus de extração do óleo essencial, o grau 1 é usado em aromaterapia. Os nativos das Filipinas usavam o ylang-ylang para combater a febre e as doenças infecciosas na época das chuvas, além de auxiliar como repelente de insetos.

foto: universogardens.com.br

Aromaterapia para depressão

A aromaterapia pode ser usada como complemento ao tratamento da depressão.

Há vários óleos essenciais que auxiliam no combate à depressão:

  • a maioria dos cítricos (Laranja*, Bergamota*, Tangerina*, Mandarina (Citrus reticulata)*, Limão, Néroli*) que ajudam a restaurar a alegria, meus preferidos para depressão: Néroli, Bergamota e Laranja Doce
  • Lavanda*: equilíbrio “geral”, ótimo óleo essencial para iniciar um trabalho em aromaterapia
  • Ylang-ylang, Gerânio, Rosa e Jasmim: restabelecem o amor próprio, a auto-estima
  • Manjerona*: mágoas, aconchego
  • Sândalo*, Vetiver*, Olíbano*: acalmar e elevar a mente
  • Patchouly, Coentro: desânimo diante da rotina, tensão mental, falta de energia e criatividade

Você poderá usar estes óleos essenciais para fazer um óleo de massagem:

  • 50 ml de óleo vegetal de semente de uva
  • 7 gotas de óleo essencial de Bergamota ou Laranja Doce
  • 8 gotas de óleo essencial de Lavanda
  • 2 gotas de óleo essencial de Manjerona
  • 3 gotas de óleo essencial de Olíbano ou Vetiver

Coloque os ingredientes em um vidro escuro. Faça uma boa massagem sobre o corpo molhado após o banho diariamente. Esta mistura está bem relaxante, ideal para ser usada à noite.

* óleos essenciais com excelente atuação no caso de depressão acompanhada de sintomas de ansiedade, irritabilidade e insônia.

Na suspeita de depressão procure sempre um médico, não faça uso da auto-medicação, a aromaterapia ou os florais não são substitutos, mas sim, complementos para o tratamento convencional.

Foto: Lize Rixt/sxc.hu