Depressão: florais

Os florais auxiliam no tratamento da depressão pois equilibram o campo energético e melhoram gradualmente a auto-estima, diminue a tristeza dando mais motivação e energia para retomar o dia-a-dia.

Abaixo os florais recomendados para a depressão e que podem ser usados concomitantes a outros tratamentos, e provavelmente na consulta com um assessor floral serão complementados com outros florais específicos da dinâmica pessoal que envolve o estado depressivo.

Florais de Bach:

  • Gentian: depressão originada de um “motivo específico” , retomar a fé.
  • Gorse: falta de esperança, não vê saída para a situação vivida .
  • Mustard: tristeza sem motivo aparente.
  • Pine: tristeza ou desespero recorrente de sentimentos de culpa.
  • Holly: dificuldade de aceitar determinada situação/condição.
  • Cherry Plum: medo de perder o controle.
  • Sweet Chestnut: angústia extrema, sentimento de desespero.
  • Willow: mágoa, melancolia, sentimento de vítima de uma situação.

Florais da Califórnia:

  • Borage: pesar, tristeza, desencorajamento, fcoração “pesado”, força para enfrentar os momentos difíceis.
  • Chrysanthemum: angústia existencial diante da própria vida, dificuldade de encontrar sentido na vida.
  • Love-Lies-Bleeding: transformar a dor e sofrimento (tanto físico como emocional) em compaixão.
  • Sagebrush: sensação de vazio, de chegar “a beira do abismo”, força para aceitar a perda e o vazio.
  • Yerba Santa: tristeza, melancolia.

Florais Joel Aleixo:

  • Alegria: floral spray composto que permite a entrada da energia vital, combate o medo da opressão, melhorando a auto-estima e a confiança.

Lembre-se que estão algumas dicas, mas sempre é mais rico e eficiente consultar um assessor floral que poderá criar uma fórmula personalizada, portanto, mais efetiva.

Veja aqui os sintomas da depressão, e não exite em procurar um médico: depressão é coisa séria!

Foto: Patrick Hajzler/sxc.hu

Florais de Bach: Pine

Pine (Pinus sylvestris), pinheiro como é conhecido aqui,  é o Floral de Bach para as pessoas que vivem se culpando: carregam a culpa por tudo, perdem a alegria de viver, o peito dói,  com o tempo se curvam, o sofrimento é profundo e a dor existencial.

A personalidade tipo Pine tem alto grau de exigência, principalmente em relação a si mesmo, diante de uma meta (quase sempre inalcançável) sente-se em “falta” , cobra por não ter feito ainda mais, padece pela autocrítica. Quando está em grupo assume o erro dos outros, e muitas vezes, acaba sofrendo por ser o bode expiatório.

Se adoecer? Sente-se culpado. Foi demitido? É culpado. Demitiram outra pessoa? A culpa é do “Pine” também! E se for mãe? Coitada da mãe-Pine, essa tem muita chance de ficar corcundinha, afinal tudo o que acontecer de errado na família ela assumirá a culpa, carregando todo mundo nas costas!

A exigência da perfeição é a cruz que o Pine carrega, seus conceitos morais são rígidos, seus preceitos também: “a vida é dura”, “tem que pagar suas falhas”, “não mereço descanso”. Aliás o Pine, em seu estado negativo nada merece! E, muitas vezes, se impõe árduos castigos. É um Floral muito recomendado para mulheres que passaram pela experiência de aborto.

Pine é o floral do perdão e do amor que entende a perfeição do imperfeito. Ensina que o julgamento não deve ser feito por nós, auxilia na libertação de padrões rígidos, atenuando a angústia, a tristeza, a auto punição. Sentimentos que podem desencadear problemas crônicos de pele (psoríase, vitiligo),  problemas respiratórios, artrite, artrose, problemas de coluna (cifose) e doenças auto-imunes.

Este floral  faz parte do grupo do desespero: a culpa expressa na pessoa a energia do desespero. Foi a 22 a. essência floral descoberta pelo Dr. Bach, é extraída pelo método boiling (de fervura) das flores masculinas e femininas.

Curiosidade: em aromaterapia o óleo essencial de pinho é recomendado para problemas respiratórios.

Foto: Tania Matvienko/sxc.hu