Escolhas

flor_silviakalvon

Tem momentos em que morremos em vida

não a morte do corpo, a morte da alma.

Definhamos…

O corpo “dá” um sintoma,

a vida dá um sinal.

Quando a consciência da morte iminente surge,

o coração dói,

a cabeça pira…

A mudança é inevitável…

Não, não é.

Alguns preferem continuar morrendo em vida…

Assim… bem no “gerúndio”…

Um ato contínuo e lento.