Depressão: florais

Os florais auxiliam no tratamento da depressão pois equilibram o campo energético e melhoram gradualmente a auto-estima, diminue a tristeza dando mais motivação e energia para retomar o dia-a-dia.

Abaixo os florais recomendados para a depressão e que podem ser usados concomitantes a outros tratamentos, e provavelmente na consulta com um assessor floral serão complementados com outros florais específicos da dinâmica pessoal que envolve o estado depressivo.

Florais de Bach:

  • Gentian: depressão originada de um “motivo específico” , retomar a fé.
  • Gorse: falta de esperança, não vê saída para a situação vivida .
  • Mustard: tristeza sem motivo aparente.
  • Pine: tristeza ou desespero recorrente de sentimentos de culpa.
  • Holly: dificuldade de aceitar determinada situação/condição.
  • Cherry Plum: medo de perder o controle.
  • Sweet Chestnut: angústia extrema, sentimento de desespero.
  • Willow: mágoa, melancolia, sentimento de vítima de uma situação.

Florais da Califórnia:

  • Borage: pesar, tristeza, desencorajamento, fcoração “pesado”, força para enfrentar os momentos difíceis.
  • Chrysanthemum: angústia existencial diante da própria vida, dificuldade de encontrar sentido na vida.
  • Love-Lies-Bleeding: transformar a dor e sofrimento (tanto físico como emocional) em compaixão.
  • Sagebrush: sensação de vazio, de chegar “a beira do abismo”, força para aceitar a perda e o vazio.
  • Yerba Santa: tristeza, melancolia.

Florais Joel Aleixo:

  • Alegria: floral spray composto que permite a entrada da energia vital, combate o medo da opressão, melhorando a auto-estima e a confiança.

Lembre-se que estão algumas dicas, mas sempre é mais rico e eficiente consultar um assessor floral que poderá criar uma fórmula personalizada, portanto, mais efetiva.

Veja aqui os sintomas da depressão, e não exite em procurar um médico: depressão é coisa séria!

Foto: Patrick Hajzler/sxc.hu

Floral de Bach: Holly

 

O Floral de Bach, Holly (Ilex aquifolium) é recomendado para as pessoas que sofrem de raiva, inveja, ciúmes, ódio, contrariedade, alimentando sentimentos de indiferença “amarga”, vingança ou revolta.

Este floral faz parte do grupo dos Hipersensíveis.

Este floral, do elemento fogo, tem grande poder de transformação sobre estes sentimentos, pois recupera e amplia a capacidade de amar, de aceitar as coisas e pessoas como são, de sentir compaixão, de viver o amor incondicional.

Dr. Edward Bach encontrou este floral em 1935, que é preparado através do método de fervura, usando galhos com flores, usou este floral para “expulsar os venenos da alma”, pois “abre o Coração e nos une ao Amor Divino”. O Holly é a planta que representa a coroa de espinhos de Cristo.

Segundo Dra. Carmen Monari (“Participando da Vida com os Florais, Ed.Roca) “essa essência tira as cascas da dor, do sofrimento e abre nosso coração(…). No momento da raiva ou “do contra” nós fechamos tudo. Tudo se aperta, amarra e a vida pára de fluir”.

O sentimento de contrariedade se reflete nas situações da vida da pessoa no estado Holly “negativo”, e a vida passa a ser restritiva (o mundo gira em função do objeto “odiado”), tudo parece dar errado, gerando muita tensão e rigidez.

Alguns sintomas relacionados são: bruxismo, gengivites, febre, dores, enxaqueca, cólica menstrual, doenças degenerativas (é importante o Holly na fase de aceitação da doença), problemas no estômago e fígado, dermatite e doenças ou sentimentos que tem origem em situações de difícil aceitação.

foto: lkwolfson/sxc.hu