Depressão: florais

Os florais auxiliam no tratamento da depressão pois equilibram o campo energético e melhoram gradualmente a auto-estima, diminue a tristeza dando mais motivação e energia para retomar o dia-a-dia.

Abaixo os florais recomendados para a depressão e que podem ser usados concomitantes a outros tratamentos, e provavelmente na consulta com um assessor floral serão complementados com outros florais específicos da dinâmica pessoal que envolve o estado depressivo.

Florais de Bach:

  • Gentian: depressão originada de um “motivo específico” , retomar a fé.
  • Gorse: falta de esperança, não vê saída para a situação vivida .
  • Mustard: tristeza sem motivo aparente.
  • Pine: tristeza ou desespero recorrente de sentimentos de culpa.
  • Holly: dificuldade de aceitar determinada situação/condição.
  • Cherry Plum: medo de perder o controle.
  • Sweet Chestnut: angústia extrema, sentimento de desespero.
  • Willow: mágoa, melancolia, sentimento de vítima de uma situação.

Florais da Califórnia:

  • Borage: pesar, tristeza, desencorajamento, fcoração “pesado”, força para enfrentar os momentos difíceis.
  • Chrysanthemum: angústia existencial diante da própria vida, dificuldade de encontrar sentido na vida.
  • Love-Lies-Bleeding: transformar a dor e sofrimento (tanto físico como emocional) em compaixão.
  • Sagebrush: sensação de vazio, de chegar “a beira do abismo”, força para aceitar a perda e o vazio.
  • Yerba Santa: tristeza, melancolia.

Florais Joel Aleixo:

  • Alegria: floral spray composto que permite a entrada da energia vital, combate o medo da opressão, melhorando a auto-estima e a confiança.

Lembre-se que estão algumas dicas, mas sempre é mais rico e eficiente consultar um assessor floral que poderá criar uma fórmula personalizada, portanto, mais efetiva.

Veja aqui os sintomas da depressão, e não exite em procurar um médico: depressão é coisa séria!

Foto: Patrick Hajzler/sxc.hu

Florais e as plantas

816066_10292836

As plantas se dão muito bem com os florais, há muito tempo uso os florais com as minhas plantas, tenho até uma certa desconfiança que tem uma que é dependente, mas ela está em observação!

Primeira dica para quem faz algum tipo de tratamento floral, o ‘restinho’ do frasco de floral pode ser diluído em água e usado para molhar as plantas. Devolva à natureza o que ela te deu, ela agradecerá com exuberância.

Alguns Florais de Bach, indicados para as plantas:

  • Rescue Remedy é sempre útil nas fórmulas pois estimula o desenvolvimento geral da planta,
  • Hornbean: energia extra para crescer,
  • Olive: plantas desvitalizadas,
  • Gorse: plantas murchas,
  • Walnut: após fazer o transplante de local, mudanças ou fases de transição,
  • Wild Rose: quando parecem apáticas, não reagindo à nada,
  • Star of Bethlehem: ameniza os efeitos de choques, impactos, no caso de plantas que sofreram queda,
  • Agrimony e Crab Apple: combate às pragas.

O ideal é colocar 2 gotas ‘sotck’ do floral escolhido na água para regar as plantas, mas como aqui no Brasil o frasco ‘stock’ é vendido em poucas farmácias ou apenas nas distribuidoras de floral, uma alternativa é fazer em uma farmácia de homeopatia um frasco com os florais que achar necessário, e colocar 10 gotas desta fórmula na água usada para regar as plantas. No caso de pragas, borrife a mistura (água + floras) na planta, nas folhas (em cima e embaixo), caule, e superfície da terra.

Quanto a minha planta que é dependentede floral, é uma primavera que está num vaso na sacada tenho que manter a rega com floral semanalmente, se não ela tem sérias recaídas e começa a perder o viço…

Dependente? Se ela pudesse se defender diria que não é dependende de floral, não! Talvez apenas esteja no lugar errado. Não vou discutir pois concordo: sempre que estamos no lugar ‘errado’ é difícil manter o equilíbrio.

A observação continua: se ela não florescer nessa primavera, procurarei um lugar especial e a doarei, mas com muita dor no coração… Aí teremos mais um post, será sobre desapego ; )

Foto: mimiliz’s/sxc.hu