Floral de Bach: Walnut

Remédio para os que decidiram dar um grande passo à frente na vida, romper velhas convenções, deixar antigos limites e restrições e enveredar por um caminho novo.” – Edward Bach

 

Juglans_regia_Walnoot_'Buccaneer'

O nome botânico do Floral de Bach Walnut é Juglans regia. A nogueira é uma árvore que atinge até 30 metros, possui a madeira avermelhada usada na fabricação de móveis, seu fruto é a noz.

30 a. essência encontrada em 1935, pelo Dr. Bach , extraído dos brotos e das florres femininas pelo método de fervura. Pertence ao grupo das pessoas “sensíveis a opiniões e influências”.

Este floral auxilia a desvincular do passado, útil portanto nas fases de adaptação diante de importantes mudanças, como, por exemplo: gravidez, nascimento, adolescência, casamento, separação, mudanças de emprego, cidade, escola, menopausa, perdas, doenças crônicas ou limitadoras.

Continue Lendo…

Cerato


No primeiro contato com os Florais de Bach esta flor azul-violeta, muito simpática, foi a que mais me chamou a atenção. Não é para menos: tinha parado de trabalhar por quase 5 anos, colocado 2 filhos no mundo, e estava em busca de um novo caminho profissional.

O Floral Cerato proporciona o contato e  confiança na intuição, o que dá suporte para as decisões. A intuição é a sabedoria interior, o conhecimento e a percepção que não sofre a interferência da razão. “O que é chamado de intuição não é nada mais do que ser natural e seguir o próprio desejo”, afirma Dr. Bach, como “uma criança saudável e feliz, nunca interferindo com a felicidade dos outros nem permitindo interferências, dependendo apenas de si mesmo”, complementa Nora Weeks (“As descobertas médicas de Edward Bach, médico” ).

No estado negativo há a falta de confiança em suas próprias opiniões, o que gera indecisão, incerteza, “dependência” da opinião alheia, vulnerabilidade, falta de eixo, apartado do próprio desejo e vontade. Em desequilíbrio, popularmente, é conhecido como “maria-vai-com-as-outras”.

Os pensamentos são confusos, às vezes, atrapalha a percepção das informações e gera dificuldade de aprendizagem. Problemas nos órgãos do sentidos também, podem surgir como sintomas originados do estado de desequilíbrio: prejuízo na audição, otite, sinusite, rinite. Fraqueza também é um sintoma comum.

O caminho do floral é o contato com a verdade interior, o que sustenta a autoconfiança, atitude mais segura e íntegra (no sentido de coerência com a verdade interna).

O nome botânico é Ceratostigma willmottiana, é a 8a. flor encontrada pelo Dr. Bach, em 1930, em Cromer, faz parte do grupo da Incerteza, e dos 12 Curadores, preparada pelo método solar. Originada do Tibet, região do Himalaia.

Foto: Tamara Kulikova /sxc.hu

Floral de Bach: Red Chestnut

Red Chestnut (Aesculus carnea), floral encontrado pelo Dr. Bach na primavera de 1935, em Sotwell, pertence ao grupo do Medo.

Este floral de Bach é relacionado ao medo exagerado que algo aconteça a alguma pessoa próxima, gerando preocupação, ansiedade, insegurança e excesso de zelo.

A transformação destas emoções ocorrem através da harmonia, compreensão, compaixão e cuidado com amor, permitindo que o outro cresça, através da atitude e sentimento de segurança, e desenvolva os próprios recursos de proteção.

A figura clássica que representa este floral é da mãe superprotetora que vive em estado de tensão, e desequilíbrio, por medo de que algo ruim acontecerá ao filho. Observe que com todas as recomendações que a mãe faz para o filho antecipando que algo algo ruim possa acontecer, “contamina” a relação (e a própria situação) com medo, desprotegendo-o.

Auxilia na compreensão das relações, entender o que o “outro” realmente significa para nós, nos libertando de projeções e idealizações.

Alguns sintomas relacionados a este estado de desequilíbrio são: pensamento repetitivo, insônia, problema digestivo, falta de concentração, hipertensão, problema cardíaco, sinusite, dor de cabeça constante, tensão, entre outros.

foto: sxc.hu por Christa Richert