Floral de Bach: Mustard

Mustard_Qazi Ikram ul haq

Última essência floral, 38 a. encontrada por Dr. Edward Bach (1886 – 1936) em 1935, em Sotwell. O nome botânico é Sinapsis arvensis, as flores amarelo douradas são usadas para o preparo do floral, através do método de fervura. Pertence ao grupo de Florais para a falta de interesse no presente.

Floral recomendado para a depressão que surge sem um motivo específico, como uma nuvem negra que tira todo o brilho da vida.

Quando não há um motivo claro para o sofrimento, a tentativa de contextualizá-lo fracassa, e torna tudo mais difícil, principalmente para quem acredita que a transformação se dará através da racionalização.

Continue Lendo…

Aromaterapia para depressão

A aromaterapia pode ser usada como complemento ao tratamento da depressão.

Há vários óleos essenciais que auxiliam no combate à depressão:

  • a maioria dos cítricos (Laranja*, Bergamota*, Tangerina*, Mandarina (Citrus reticulata)*, Limão, Néroli*) que ajudam a restaurar a alegria, meus preferidos para depressão: Néroli, Bergamota e Laranja Doce
  • Lavanda*: equilíbrio “geral”, ótimo óleo essencial para iniciar um trabalho em aromaterapia
  • Ylang-ylang, Gerânio, Rosa e Jasmim: restabelecem o amor próprio, a auto-estima
  • Manjerona*: mágoas, aconchego
  • Sândalo*, Vetiver*, Olíbano*: acalmar e elevar a mente
  • Patchouly, Coentro: desânimo diante da rotina, tensão mental, falta de energia e criatividade

Você poderá usar estes óleos essenciais para fazer um óleo de massagem:

  • 50 ml de óleo vegetal de semente de uva
  • 7 gotas de óleo essencial de Bergamota ou Laranja Doce
  • 8 gotas de óleo essencial de Lavanda
  • 2 gotas de óleo essencial de Manjerona
  • 3 gotas de óleo essencial de Olíbano ou Vetiver

Coloque os ingredientes em um vidro escuro. Faça uma boa massagem sobre o corpo molhado após o banho diariamente. Esta mistura está bem relaxante, ideal para ser usada à noite.

* óleos essenciais com excelente atuação no caso de depressão acompanhada de sintomas de ansiedade, irritabilidade e insônia.

Na suspeita de depressão procure sempre um médico, não faça uso da auto-medicação, a aromaterapia ou os florais não são substitutos, mas sim, complementos para o tratamento convencional.

Foto: Lize Rixt/sxc.hu

Depressão: florais

Os florais auxiliam no tratamento da depressão pois equilibram o campo energético e melhoram gradualmente a auto-estima, diminue a tristeza dando mais motivação e energia para retomar o dia-a-dia.

Abaixo os florais recomendados para a depressão e que podem ser usados concomitantes a outros tratamentos, e provavelmente na consulta com um assessor floral serão complementados com outros florais específicos da dinâmica pessoal que envolve o estado depressivo.

Florais de Bach:

  • Gentian: depressão originada de um “motivo específico” , retomar a fé.
  • Gorse: falta de esperança, não vê saída para a situação vivida .
  • Mustard: tristeza sem motivo aparente.
  • Pine: tristeza ou desespero recorrente de sentimentos de culpa.
  • Holly: dificuldade de aceitar determinada situação/condição.
  • Cherry Plum: medo de perder o controle.
  • Sweet Chestnut: angústia extrema, sentimento de desespero.
  • Willow: mágoa, melancolia, sentimento de vítima de uma situação.

Florais da Califórnia:

  • Borage: pesar, tristeza, desencorajamento, fcoração “pesado”, força para enfrentar os momentos difíceis.
  • Chrysanthemum: angústia existencial diante da própria vida, dificuldade de encontrar sentido na vida.
  • Love-Lies-Bleeding: transformar a dor e sofrimento (tanto físico como emocional) em compaixão.
  • Sagebrush: sensação de vazio, de chegar “a beira do abismo”, força para aceitar a perda e o vazio.
  • Yerba Santa: tristeza, melancolia.

Florais Joel Aleixo:

  • Alegria: floral spray composto que permite a entrada da energia vital, combate o medo da opressão, melhorando a auto-estima e a confiança.

Lembre-se que estão algumas dicas, mas sempre é mais rico e eficiente consultar um assessor floral que poderá criar uma fórmula personalizada, portanto, mais efetiva.

Veja aqui os sintomas da depressão, e não exite em procurar um médico: depressão é coisa séria!

Foto: Patrick Hajzler/sxc.hu