Jasmim (óleo essencial)

img_8046.jpg

O óleo essencial de Jasmim (Jasminum officinalis, Jasminum grandiflorum) possue um aroma enebriante, doce, floral, morno, reconfortante, um sonho… Seu aroma intenso e marcante o coloca naquela situação “ou o amam ou odeiam”, mas a grande maioria o ama (nessa, estou com a maioria!).

Há quem o chame de “Rei das Flores”, mas prefiro como é chamado na Índia: “Rainha da Noite”, pois seu aroma é mais forte ao cair da noite.

Planta da família das Oleaceae (mesma da Oliveira), é nativa do norte da Índia, Pérsia e China, cultivada no Mediterrâneo e Norte da África, um dos maiores produtores é o Egito.  Antigamente o óleo essencial era obtido através da “enfleurage“, atualmente obtem-se o concreto pela extração por solvente, que é posteriormente destilado para a obtenção do absoluto.Usa-se as flores colhidas antes do amanhecer, seu rendimento é baixo (8 milhões de flores para produzir um quilo de óleo essencial!), e além disso a extração do óleo é trabalhosa o que o torna um óleo essencial caríssimo.

Continue Lendo…

Bergamota

Hummm… um dos meus aromas preferidos: suave, fresco, cítrico e levemente adocicado. Relaxante de efeito imediato, excelente contra a ansiedade, é antidepressivo e recomendado para problemas psicossomáticos.

O óleo essencial extraído através de expressão à frio, ou destilação à vapor da casca da fruta, a bergamota pertence a família botânica Rutaceae.

De origem italiana, da cidade de Bérgamo, os maiores produtores são Itália, Costa do Marfim, Marrocos, Tunísia, Argélia, Brasil.

As principais propriedades: antiséptico, antibiótico, antiespasmódico, antidepressivo, tônico estomacal, sedativo, antitérmico, vermífugo. No âmbito físico: infecções de pele (psoríase, vitiligo, eczemas, acne, furúnculo), pele oleosa, anorexia, infecções urinárias, cólicas e espasmos estomacais.

Nas questões mentais e emocionais, além dos citados acima, recomendado para o  estresse, insônia, medo, dependência, estimula a liberação de sentimentos reprimidos, redirecionando a energia para seguir em frente.

É melhor se precaver pois é fototóxico! E não deve ser usado puro sobre a pele, use em diluição de 1%, mas evitar o uso 24hs antes da exposição solar.

É usado há séculos na indústria perfumística, ingrediente indispensável das antigas Águas de colônia.

Foto: helovi/Istockphoto