Jasmim (óleo essencial)

img_8046.jpg

O óleo essencial de Jasmim (Jasminum officinalis, Jasminum grandiflorum) possue um aroma enebriante, doce, floral, morno, reconfortante, um sonho… Seu aroma intenso e marcante o coloca naquela situação “ou o amam ou odeiam”, mas a grande maioria o ama (nessa, estou com a maioria!).

Há quem o chame de “Rei das Flores”, mas prefiro como é chamado na Índia: “Rainha da Noite”, pois seu aroma é mais forte ao cair da noite.

Planta da família das Oleaceae (mesma da Oliveira), é nativa do norte da Índia, Pérsia e China, cultivada no Mediterrâneo e Norte da África, um dos maiores produtores é o Egito.  Antigamente o óleo essencial era obtido através da “enfleurage“, atualmente obtem-se o concreto pela extração por solvente, que é posteriormente destilado para a obtenção do absoluto.Usa-se as flores colhidas antes do amanhecer, seu rendimento é baixo (8 milhões de flores para produzir um quilo de óleo essencial!), e além disso a extração do óleo é trabalhosa o que o torna um óleo essencial caríssimo.

Possui propriedades:  antiséptico, antiespasmódico, antiinflamatório, cicatrizante, sedativo. Possue ação sobre os órgãos urogenitais, além se ser tônico uterino, útil em várias questões que envolvem o sistema reprodutor feminino, (TPM, menstruação irregular, leucorreia).

Vale ressaltar a importância do uso do óleo essencial de jasmim, algumas semanas antes do parto pois alivia a dor, reduz a ansiedade e o medo referentes ao trabalho de parto; e também no pós-parto, por ser tônico uterino, pela atuação sobre o “baby blues” (tristeza e melancolia à depressão no pós-parto) e também por ser galactagogo (aumentando a secreção de leite).

Em psicoaromaterapia é recomendado para doenças psicossomáticas (doenças de fundo emocional ). É um óleo essencial que trabalha as polaridades sedativo-euforizante atuando portanto em vários desequilíbrios emocionais, tais como: depressão (inclusive para a depressão pós parto), tensão nervosa, andiedade, estresse, medo, pânico, paranóia, apatia. Tem atuação afrodisíaca, recomendado principalmente para frigidez e impotência relacionadas à depressão.

É um óleo romântico, resaganta o amor próprio (quer maior romantismo que isso?) resgata a autoconfiança, a inspiração, a criatividade, a intuição, o otimismo.

Precauções: não use em quantidade excessiva, pois pode causar entorpecimento.

Curiosidade: “jasmine” em inglês, “jazmín” em espanhol.

imagem: Sílvia Kalvon