Ylang-ylang

O nome Ylang-ylang significa “flor das flores”. Seu óleo essencial é extraído das flores frescas, através da destilação a vapor, da planta de nome científico Cananga odorata, que pertence a família botânica Annonaceae.

Originário das Filipinas, os maiores produtos do óleo essensão são: Madagascar, Ilha Reunião, Haiti, Java, Sumatra, Índia, Malásia, Taiti.

Sua nota aromática é média, apresenta aroma doce, intenso, floral, possue textura líquida a cor é amarelo claro.

Os principais componentes químicos são linalol, geraniol, eugenol, ácido benzóico, safrol, terpenos, pineno, benzoato de benzilo, etc, proporcionando ao óleo essencial propriedades terapêuticas, como: antidepressivo, afrodisíaco, hipotensivo, sedativo, relaxante, antiséptico, tônico, eufórico, antiinfeccioso, antiespasmódico, euforizante, tônico uterino.

No físico atua contra o cansaço, TPM, tônico uterino, pele oleosa, acne, insônia, hipertensão, diabete. Estimula o crescimento do cabelo, combate a queda e a oleosidade.

Em relação ao mental e aos aspectos emocionais auxilia no tratamento da depressão (incluindo depressão pós-parto), estresse, ansiedade, frigidez e impotência (originada por tensão), tensão, raiva, medo, melhora a auto-estima, acalma a mente ao mesmo tempo que acalma o sistema nervoso central (palpitação, hipertensão), contribui para a integração entre a sensação corpórea, a mente e os sentimentos.

Precauções: deve ser usado com cautela por quem sofre de hipotensão.

Curiosidade: A árvore alcança 20 metros de altura, as flores são colhidas ao nascer do sol, entre maio e junho. São cinco graus de extração do óleo essencial, o grau 1 é usado em aromaterapia. Os nativos das Filipinas usavam o ylang-ylang para combater a febre e as doenças infecciosas na época das chuvas, além de auxiliar como repelente de insetos.

foto: universogardens.com.br