Minhas férias

571771_74981303Esse título me leva numa viagem ao tempo quando eu tinha uns 10 anos e tinha que fazer redação na escola na volta das férias, era um terror para mim! Odiava ter que fazer redações… Hoje escrevo com a felicidade em saber que muitas coisas podem mudar 😉

Fiquei 3 semanas em Cambury, litoral norte de São Paulo, descansei, descansei tanto que fiquei com tédio e com vontade de voltar para a “correria” daqui. Foi muito bom!

Li dois livros: “O imperador do olfato: uma história de perfume e obsessão ” de Chandler Burr, Companhia das Letras narra a história verídica da teoria do olfato  através “da vibração” de Luca Turin que contraria a teoria “da forma”,  aceita e aplicada  pela indústria perfumística e científica (tendo inclusive conquistado o prêmio Nobel de Medicina ou Fisiologia de 2004). Interessante o jogo de manipulação da comunidade científica, incluindo os meios de comunicação científicos e da indústria perfumística. Maravilhosas descrição de perfumes de Luca Turin, descreve como chegou à teoria da vibração para o olfato, que envolve química orgânica, física quântica, fisiologia. Chandler Burr é crítico de perfumes e escreve para o New York Times, a coluna “Notas Perfumadas” é traduzida no UOL Estilo. Suas descrições sobre os aromas, assim como de Luca Turim, são detalhadas com esmero e sagacidade. Vale a pena ler!

O segundo é o romance “O Perfume: história de um assassino” de Patrick Süskind, fantasioso, envolvente, ótimo, fala sobre um psicopata que não tem cheiro, mas tem o olfato aguçadíssimo e tem a obsessão de extrair o perfume que conquistaria o mundo! Aliás o filme também vale a pena ser visto, principalmente pelas cenas de extração dos óleos essenciais.

Minhas férias foram envolvidas por aromas: da maresia, da chuva, do cheiro de mato, de suor, do protetor solar… hummm de comida! Fiquei em uma casa ao lado do restaurante Tiê, e uma das “brincadeiras” com as crianças era descobrir o que estavam cozinhando: molho de tomate! Camarão alho e óleo! Filé com pimenta verde! Muqueca! Batata frita!?!? Outra lembrança das férias: sorvete de canela, da Parmalat, lembra o arroz doce da vovó!

Energia recarregada para 2010!

Foto:  Sanja Gjenero/sxc.hu