Hidrolato

O termo hidrolato refere-se a solução aquosa, a água condensada, coproduzida no processo de destilação por arraste a vapor de uma planta para a obtenção de óleo essencial.

Hidro = água , lato = do francês lait, leite.  É designado assim pois a primeira aparência do hidrolato após a saída do destilador é esbranquiçado. Também conhecido como hidrossol, água aromática, água floral (sendo que este termo pode gerar confusão pois os hidrolatos não são extraídos só das flores mas também de folhas, madeiras, raízes, etc).

O hidrolato contém uma quantidade mínima de óleo essencial, cada litro contém entre 0,05 a 0,2 ml de óleo essencial. Mantem o aroma suave da planta que foi originado, é um produto riquíssimo, com propriedades terapêuticas, pois também contém moléculas aromáticas da planta já que participou de todo processo da destilação e carregou o óleo essencial até seu destino final.  

Suzanne Catty em seu livro “Hydrosols: the next aromatherapy“, cita o hidrolato como um  holograma da planta, mostrando a interconexão onde cada minúscula partícula contem toda a informação do conjunto.

Relata que quando analisados os óleos essenciais e os hidrolatos, da mesma planta, possuem perfil químico diferente, o que explicaria isso seria que “alguns componentes químicos no óleo essencial são muito lipofílicos (solúvel em óleo) para ficar na água e outros são demasiado hidrofílicas (solúvel em água) para ficar com o óleo e, portanto, são encontrados apenas no hidrolato”.

Outro fato interessante que coloca é que o hidrolato tem uma ampla faixa de pH, mas sempre no final de ácido da escala, variando de um mínimo de 2,9 para cerca de 6,5, enquanto os óleos essenciais variam de 5.0 a 5.8. O que dificulta a proliferação de bactérias.

Empresas brasileiras conhecidas comercializam hidrolatos de Rosa, Lavanda, Alecrim, Hortelã, Gerânio, Erva Cidreira, que podem ser usados como tônico facial, enriquecendo fórmulas de cremes, gel, óleos de massagem, sprays, entre outros produtos aromaterápicos.

Preste atenção:  Hidrolato não é a mistura de água com óleo essencial! Utilize sempre produto de boa procedência.

 Foto: Dorota Kaszczyszyn/sxc.hu