Insônia

 

1221445_75038634

 

A INSÔNIA é um sintoma e não uma doença, consiste na dificuldade de adormecer ou de retomar o sono, prejudicando a qualidade do sono que deveria ser reparador.

É um sintoma de que algo não anda bem: tensão, preocupação, maus hábitos (uso de drogas, cigarro, bebidas estimulantes), ansiedade, depressão, entre outros.

A insônia representa a alteração de um biorritmo natural. A visão da Alquimia, princípio seguido na elaboração dos Florais Joel Aleixo, o estabelecimento de algumas hábitos auxiliam o corpo a voltar ao biorritmo natural: refeições líquidas após às 18 horas, dormir antes da meia noite, acordar (bem!) antes das 9 horas da manhã. Seguir o bioritmo natural é saudável tanto é que moradores da área rural, que estão em sintonia com a natureza, tem menos insônia do que as pessoas que vivem nas áreas urbanas. Dos florais brasileiros Joel Aleixo a dica é o floral composto Calminatum.

A maioria dos artigos sobre insônia se referem a importância de exercícios físicos regulares, suspensão de uso de bebidas que estimulantes contenham álcool e cafeína e verificar se o colchão está adequado. A melhora da qualidade do sono também é beneficiada pela prática da yoga e meditação.

Dos Florais de Bach o auxílio vem do Rescue Remedy que relaxa, White Chestnut para quem não consegue se desligar dos pensamentos, Red Chestnut quando o foco da preocupação são as pessoas próximas e Aspen se o problema são os pesadelos ou o medo de escuro. Quando a insônia é mais severa (mais de 3 semanas) ou se a pessoa não tem bons resultados só com o Florais de Bach costumo acrescentar os Florais da Califórnia: Dill para excesso de tensão durante o dia, Chamomille no caso de perturbação emocional (indicado também para crianças), Lavender quando a mente não dá sossego, Mugwort para sonhos perturbadores e, no caso de pesadelos, o indicado é a essência floral Chapparral.

A Aromaterapia pode auxiliar com os óleos essenciais sedativos que relaxarão mente e corpo: Lavanda (Lavandula officinalis), Camomila (Matricaria chamomilla), Néroli (Citrus vulgaris), Bergamota (Citrus bergamia) quando a insônia está relacionada à depressão, Manjerona (Origanum majorana) auxillia também a diminuir as dores musculares, Ylang-ylang (Cananga odorata), Benjoim (Styrax Benzoim) quando o problema são os pensamentos repetitivos, ou para este caso, use 1 gota de óleo essencial de Vetiver (Vetiveria zizanioides), que também tem o efeito de acalmar a mente.

Se você tem o privilégio de ter uma banheira, dilua de 4 a 6 gotas de um ou mais óleos essenciais citados acima em meia xícara de leite ou em 2 colheres de sopa de azeite ou óleo de amêndoas, dissolva bem uma banheira com água morna e relaxe por uns 15 minutos. Varie sempre os óleos essenciais, não usando o mesmo por duas semanas seguidas. Para crianças use somente os óleos essenciais de Lavanda ou Camomila e use apenas 2 ou 3 gotas na banheira. NÃO DEIXE QUE A ÁGUA DO BANHO ENTRE EM CONTATO COM OS OLHOS!

Neste post cito alguns florais e óleos essenciais que contribuem para dormir melhor, mas é importante consultar um Aromaterapeuta e/ou Assessor Floral para melhor investigação (e tratamento) da causa da insônia.

Foto: /sxc.hu