Como tudo começou

sxc.hu16669_1607

Trabalhei muito tempo como psicoterapeuta, sempre fiz terapia, com várias linhas diferentes, gestalt terapia, psicanálise, junguiana…

Mas quando meu segundo filho nasceu, em 1999, havia parado de trabalhar (e de fazer terapia) há 3 anos,tinha mudado para longe de São Paulo, estava distante da família, dos amigos, período difícil, nessa época meu filho tinha refluxo, não dormia mais que uma hora seguida e ainda não tinha sido diagnosticado e medicado, resultado: tive depressão pós-parto.

Estava me sentindo tão cansada, não tinha ânimo para conversar, não queria retomar um processo terapêutico, nessa época minha amiga Bibiana me falou dos Florais de Bach. Fui em busca e encontrei em uma farmácia homeopática a indicação de uma Terapeuta floral. A primeira consulta durou mais de duas horas! Saí de lá com recomendações de florais e de um spray de ambiente.

Comecei a tomar os florais, fui me sentindo melhor, e aos poucos me adaptando à nova vida (ou a mim mesma? Naquela época me sentia tão longe de mim…). Fiz o tratamento por uns 6 meses. Quando voltei à São Paulo, resolvi estudar sobre os Florais de Bach, fiz vários cursos. Voltei a fazer terapia com uma Psicóloga que também recomendava os Florias.

Minha irmã Andréia, apaixonada pelos óleos essenciais da  Neals Yard me levou a um curso de Aromaterapia e desde lá não parei mais! Nem ela ; )

Além dos Florais de Bach usava os Florais da Califórnia que sempre gostei muito. Experimentei outros florais, mas achava o efeito semelhante, costumava falar que não estudava outro sistema de floral porque o de Bach e Califórnia estavam dando conta do recado, até o dia em que conheci os Florais Joel Aleixo (de novo foi a Bibiana quem me levou para uma palestra com o Joel Aleixo!) .

Fiquei (e fico até hoje!) impressionada com o sistema de “limpeza” e equilíbrio dos Florais Joel Aleixo, baseado nos preceitos Alquímicos, auxiliam na mudanças que sabemos que são necessárias mas que tão difíceis de serem realizadas.

Foi assim que experimentei e acabei entrando nesse mundo de flores.

Foto: Lisa/sxc.hu